segunda-feira, 18 de abril de 2011

Ex-presidiário e agora?

Quem empregaria um ex-presidiário, neste mundo de desemprego
como desculpa das falências e degenerescências sócio-política e capitalista?
Alguns empregariam.
Raras almas dariam emprego aos tatuados das prisões.
Com suas psicopatias sociais, com seus traumas.
A melhor alusão ao presídio que posso deixar é:
- Idéia de que se num dia de visitação acontecesse na prisão tudo que acontece durante toda a vida do apenado, um homem comum entenderia os sentimentos, desejos, decepções e certamente buscariam como ajudar um ex-presidiário a voltar a se sentir gente novamente.

Caetano Barata

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Sujeito Homem,O Filme conta a difícil vida de um ex-presidiário. Que não consegue emprego por causa do preconceito da sociedade e volta para vida de crimes. O Único lugar onde ainda espera encontrar respeito e oportunidade. Sem conseguir sobreviver dignamente, Vitinho, desiludido, procura seu velho amigo de infância,Cruel, que hoje é gerente de uma boca de fumo, para pedir emprego no tráfico. De volta a vida de crimes, Vitinho começa a ambicionar mais alto. Não se contentando com a posição que se encontra na hierarquia do seu novo “trabalho”. Tramando para assumir o poder, Vitinho não percebe que algumas de suas ações podem atrapalhar sua própria ambição.

Videos

Loading...

Seguidores